Guarde o teu coração

Leitura: Jeremias 51-52. Texto: “Não desfaleça o vosso coração, não temais o rumor que se há de ouvir por toda terra; porquanto acontecerá a partir de um determinado tempo que surgirão uma série de boatos, e no próximo ano, mais balelas e notícias ameaçadoras ocorrerão por toda a Terra focos de violência: dominador contra dominador!” (Jeremias 51:46).



Este registro nas Escrituras feito pelo profeta Jeremias prevenindo o povo de Deus da realidade que estava por vir nos identifica muito com o que estamos vivendo hoje, em meio ao caos causado pela pandemia do Coronavírus: a mídia despejando sobre o povo uma enxurrada de pessimismo, negatividade, enfatizando a morte mais do que a vida, disseminando ódio quando insistem em encontrar culpados pelo caos estabelecido na terra. Tudo isso tem gerado severas consequências na sociedade, adoecendo as pessoas e tornando-as fracas emocionalmente. Mas, o que fazer? a- Devemos proteger o nosso coração – “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida” (Pv. 4:23). b- Devemos filtrar os nossos pensamentos na Palavra de Deus – “Na multidão dos meus pensamentos dentro de mim, as tuas consolações alegraram a minha alma” (Sl. 94:19). c- Entregar tudo ao Pai: “O nosso passado, o nosso presente, e o nosso futuro – Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele o fará” (Sl. 37:5). “Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais” (Jr 29:11).

 

Quando pecamos, sofremos as consequências!


Leitura: Lamentações 1-5 Texto: “Jerusalém pecou gravemente; por isso, se tornou repugnante” (Lamentações 1:8).


Como as situações diárias podem convencê-lo a quebrar os mandamentos do Senhor? Em Lamentações 1:1, nota-se que Jerusalém estava desolada pelo pecado. Jeremias reconhece que a cidade foi destruída porque o povo se rebelou contra os mandamentos. No versículo 18, “as minhas virgens e os meus jovens foram levados para o cativeiro” refere-se à perda da nova geração. A frase “turbadas estão as minhas entranhas”, no versículo 20, refere-se à angústia mental e espiritual que sentimos ao pecar. O que vocês diriam a seus amigos a fim de convencê-los a não pecar? “Eu sou aquele homem que viu a aflição pela vara do seu furor” (Lamentações 3:1). Pela população ignorar os avisos dos profetas e desobedecer a seus ensinamentos, os babilônicos destruíram Jerusalém. Como os pecados afetam seu relacionamento com Deus? Enquanto o povo estava em pecado, sentiram-se abandonados por Deus. Contudo, foi o povo que se afastou do Senhor. “As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos [...] renovam-se a cada manhã; grande é a tua fidelidade” (Lamentações 3:22,23). O livro termina com Jeremias suplicando por restauração e renovação do povo de Jerusalém.

 

Chamado


Leitura: Ezequiel 1-3 Texto: “A palavra do Senhor veio ao sacerdote Ezequiel, filho de Buzi, junto do rio Quedar na terra dos caldeus. Ali a mão do senhor esteve sobre ele” (Ezequiel 1:3).


Ezequiel significa "Deus é forte". Ezequiel estava no exílio, lugar de abandono, lugar dos rejeitados, mas Deus falou com ele neste lugar, Deus não escolhe lugar ou situação, quando Ele tem um "chamado" Ele revela-se em lugares poucos prováveis e para pessoas improváveis, basta estarmos atentos à sua voz. Em Ezequiel 2:3 diz, “Filho do homem vou enviá-lo”. Deus fala várias vezes "não tenha medo”. Não podemos ter medo de falar a palavra do Senhor, pois ela é a verdade. Deus zela por Sua palavra (Jeremias 1:12), muitos não ouvirão, mas declare a palavra do Senhor. No texto também diz que se não falarmos seremos rebeldes, mas para falarmos da palavra temos que ler, meditar e daí sim, falar. Em Ezequiel 3:3 fala, “Filho do homem coma este rolo, depois vai falar a nação de Israel". Ainda, em Ezequiel 3:17, "Eu fiz sentinela para a nação de Israel, por isso ouça a palavra que Digo e leve a eles minha advertência". Deus nos levantou como sentinelas, atalaias, para estarmos à frente, nos colocando na brecha, orando, intercedendo. No capítulo 18 vs. 21 de Ezequiel, fala que se não advertirmos o pecador, ímpio ou justo, seremos responsáveis por sua condenação. Deus te chama para levar "a palavra da salvação". Ele te escolheu, Ele te capacita, não tenha medo, o Senhor é contigo.

 

Mudança de atitude


Leitura: Ezequiel 4-6 Texto Chave: “Portanto, tão certo como eu vivo, diz o senhor Jeová, pois me profanastes meu santuário com todas as tuas coisas detestáveis e com todas as suas abominações, também eu te diminuirei, e o meu olho te não perdoará, nem também terei piedade”. (Ezequiel 5:11).


Como estamos representando Jesus com nossas atitudes? Esta passagem está se referindo à igreja, uma pessoa profana a igreja de Deus onde ela frequenta e participa dos cultos, quando vive no pecado. Hoje uma pessoa se torna idólatra quando busca satisfação ou prazeres até mesmo ajuda nas coisas desse mundo. Devemos confiar em Deus, ter mudança por completo, tirar atitudes ou comportamentos que desagradam a Deus, sendo fora da igreja o que somos dela, somos cartas lidas para as pessoas, somos códigos de barras. Como podemos trazer pessoas para Jesus se temos comportamentos errados, atitudes que desagradam a Deus? Muitas vezes o Senhor nos coloca lutas, batalhas e situações para reconhecer a gravidade do nosso pecado e aquilo que está desagradando a Ele. Devemos sentir profunda tristeza por nossas transgressões e nos arrependermos de nossas atitudes erradas. O real arrependimento e o quebrantamento perante o Senhor Deus, é uma mudança de atitude!

 

Deus vê o secreto


Leitura: Ezequiel 7-9. Texto: “Ele me levou até a entrada do pátio de fora e me mostrou um buraco na parede. E disse: Homem mortal, arrebente esta parede. Arrebentei a parede e encontrei uma porta. Então ele me disse: Entre e veja as coisas imorais e vergonhosas que estão fazendo aí dentro” (Ezequiel 8:7-9).


Neste texto, Deus mostra ao profeta Ezequiel, através de uma visão, o que estava acontecendo dentro do templo em Jerusalém, com o seu povo, o povo de Israel. Deus permite ao profeta ver o SECRETO, como Ele mesmo vê. Permite ao seu servo, ver todas as práticas idólatras, abomináveis e repugnantes que os sacerdotes, líderes religiosos e todo o povo estavam fazendo, também adverte que teriam consequências severas, caso não se arrependessem e mudassem de atitude. Deus vê o secreto, Ele vê o coração! Deus não vê a aparência, Deus vê o coração (1 Samuel 16:7). O que você tem feito no seu secreto? Deus sempre nos convida a andar nos seus caminhos, caminhos corretos. Não seja surdo espiritual. Ouça a sua voz, e mude de atitude. Peça à Deus para sondar o seu coração, a motivação do seu coração (Salmos 139:23-24). Faça do Salmos 19:14, a sua oração diariamente: “Que as palavras da minha boca, que o meditar do meu coração, sejam agradáveis a ti Senhor, Rocha minha e Libertador meu”. DEUS VÊ O SECRETO. NUNCA SE ESQUEÇA DISTO!

 

Estratégias maquiadas


Leitura: Ezequiel 10-12. Texto: “E disse-me: Filho do homem, são estes os homens que planejam o mal e dão conselhos perversos nesta cidade” (Ezequiel 11:2).


Muitas são as estratégias do inimigo contra o povo de Deus, algumas são de fácil percepção, outras não. Por isso, além de ter o discernimento espiritual, é necessário também buscarmos o conhecimento que vem do natural (mundo físico), porque muitas vezes satanás age em áreas que são julgadas sem importância, podendo assim, as armadilhas das trevas fluírem com sucesso!

 

O Senhor é o único Deus


Leitura: Ezequiel 13-15. Texto: “Arrependam-se e abandonem os seus ídolos nojentos.” Ezequiel 14:6.


Muitos chamam Deus de Senhor, mas jamais perguntam ao verdadeiro e único Deus qual é a sua vontade. Afinal, quem é o senhor da sua vida? Então o senhor me disse o seguinte, “Homem mortal, esses homens deram o seu coração aos ídolos e estão deixando que os ídolos os façam pecar, inventam suas próprias profecias, mentiras que pregam guiados por suas vontades, sendo seus próprios senhores, tornando-os ídolos” (Ezequiel 14:3,4). As pessoas ficam ajuntando bajuladores e honras para si, são guiados por seus próprios desejos tolos de receber elogios, não sendo humildes e considerando a si próprio sendo superior aos outros. A vontade de Deus é que você volte a ser fiel como antes, propriedade exclusiva d’Dele e o tendo como único Senhor, Rei e Salvador. Será que há outro deus além do nosso Deus? Não! Não existe outro protetor; eu não conheço nenhum (Isaias 44:8).

 

Pequenos cristos


Leitura: Ezequiel 16-18. Texto: "Para que te lembres e te envergonhes, e nunca mais fale a tua boca soberbamente, por causa do teu opróbrio, quando eu te houver perdoado tudo quanto fizeste, diz o Senhor Deus" (Ezequiel 16:63).


O capítulo dezesseis fala sobre a infidelidade de Israel, como Deus mesmo depois da desobediência de Adão e Eva, enquanto estavam sujos com seu próprio sangue, pegou essa descendência e criou uma nação, colocou roupas sobre a sua nudez (deu uma cidade), colocou joias e deu autoridade (conquistas de Davi e Salomão, bem como o templo de adoração ao Senhor), porém houve momentos na história em que a nação se esqueceu do Senhor se voltando para outros deuses e pedindo ajuda a outras nações. Mas o amor de Deus, como o amor de um Pai, vem para aplicar a correção a esses filhos ingratos, e já prediz sobre a futura salvação vinda através de Cristo em Ezequiel 16:63, porém Ele deixa claro que precisavam se arrepender e se envergonhar pelo que haviam feito. Da mesma forma eu vejo que nós muitas vezes passamos por isso, e temos que vigiar em oração e leitura da palavra para não fazer igual Israel, que viu as maravilhas de Deus e as esqueceu nos momentos mais difíceis. Não invalide o sacrifício de Jesus em sua vida, voltando a desobedecer a Deus como Adão. Afinal somos cristãos, ou seja, "pequenos cristos", então devemos procurar ter as atitudes de Cristo em nossa vida, uma forma de conseguir isso é fazer a pergunta a si mesmo "Em meu lugar, o que Jesus faria?".

 

Decisões definem destinos


Leitura: Ezequiel 19-21. Texto: “O fogo espalhou-se de um dos seus ramos mais fortes e consumiu toda a ramagem. Nela não há mais nenhum ramo vigoroso para servir de cetro para governar. Esta, pois, é uma canção de pesar, e como lamento será sempre declamada” (Ezequiel 19:14).


Ezequiel foi um profeta movido intensamente pelo Espírito Santo, em seu livro vemos diversos atos proféticos feitos por ele. Ele veio de uma linhagem sacerdotal. No capítulo 19 o profeta escreve uma lamentação em forma de cântico sobre a queda dos Reis de Israel, um deles foi Zedequias que se rebelou e causou a destruição total de Israel. No verso 14 vemos a responsabilidade em liderar pessoas, assim como um ramo pode incendiar uma árvore, um líder com o coração “errado” ou com motivações erradas pode agir de forma equivocada e definir erroneamente não só o seu destino, mas o de toda uma nação. Zedequias não ouviu a voz do senhor e a terra foi destruída através das suas atitudes. Não vale a pena continuar no pecado porque o resultado sempre será a destruição, por isso é importante estar prostrado aos pés do senhor para que de maneira alguma possamos ser lançados fora!!! Você nasceu para fazer a diferença! Em Jeremias 1:5 diz, “Antes mesmo de te formar no ventre materno, Eu te escolhi; antes que viesses ao mundo, Eu te separei e te designei para a missão de profeta para as nações!”. Você nasceu para implantar a glória de Deus nesta Terra, seja um líder guiado pelo Espírito Santo e com certeza você será INTENCIONAL E RELEVANTE! Cada geração tem a chance de mudar o mundo, E ESSA É A NOSSA CHANCE!!!

 

Eles se esqueceram de mim


Leitura: Ezequiel 22-24. Texto: “Alguns dos seus moradores matam por dinheiro. Outros emprestam dinheiro a juros e ficam ricos explorando os seus próprios irmãos israelitas. Eles se esqueceram de mim. Sou eu, o SENHOR Deus, quem está falando” (Ezequiel 22:12).



Esta passagem em Ezequiel nos é relatado os crimes de Jerusalém e as coisas vergonhosas que aquele povo praticava. O dia a dia deles era movido por caos, desde as pessoas mais simples, até as autoridades e os sacerdotes, todos tinham os seus corações corrompidos, um povo de caráter duvidoso, que havia se esquecido de Deus, ali reinava a desobediência, a corrupção, a tristeza e a dor. (Ez. 22:3-11) e (Ez. 22:25-29). Ainda hoje continuamos a vivenciar muitos abusos ocorrentes na sociedade, só que não precisamos mais nos sentir e fazer tudo sozinhos, contamos com a presença de Deus em nossas vidas para nos auxiliar. Lembre-se de Deus e não tenha medo nem vergonha de confessar para Ele seus pecados, tome uma decisão de mudança, mova uma ação dentro de si mesmo, não importa como você começou e sim como vai terminar.

 

Assim diz o Senhor


Leitura: Ezequiel 25-27. Texto: Profecia contra Amom, Moabe, Edom, Filistia e Tiro. “Esta palavra do SENHOR veio a mim: ‘Filho do homem, vire o rosto contra os amonitas e profetize contra eles’. Diga-lhes: ‘Ouçam a palavra do Soberano, o SENHOR’. Assim diz o Soberano, o SENHOR: Visto que vocês exclamaram: ‘Ah! Ah!’ Quando o meu santuário foi profanado, quando a terra de Israel foi arrasada e quando a nação de Judá foi para o exílio, vou entregá-los como propriedade do povo do oriente...” (Ezequiel 25:1-4).


Estas nações citadas no texto são circunvizinhas de Israel. Elas eram nações hostis a Deus, a Sua palavra e ao seu povo. Deus usa um profeta como Ezequiel para que aquelas nações reconhecessem Sua soberania. Muitas nações hoje não reconhecem está soberania e sofrem duras consequências, um exemplo é o de Moabe que não reconhece Israel como nação eleita e separada por Deus. Nós somos a nova Israel de Deus e pertencemos a Ele, mas isso não nos deixa imune a sua justiça. “A fé vem pelo ouvir, e ouvir a palavra de Deus” (Romanos 10:17) que é ainda melhor quando Deus usa um profeta de nossa geração sendo ele apóstolo, pastor e líder!

 

Deus não divide Sua glória


Leitura: Ezequiel 28-30. Texto: “Portanto, assim diz o Senhor Soberano: Eu sou inimigo do faraó, rei do Egito! Quebrarei seus dois braços, o bom e o que já foi quebrado, e farei a espada cair de sua mão” (Ezequiel 30:22).


Esses capítulos se referem às profecias que o Senhor manda Ezequiel dizer contra o rei de Tiro, para a cidade de Sidom e contra faraó, o rei do Egito. O que esses três têm em comum? O orgulho. O rei de Tiro, em seu grande orgulho, se diz ser um deus. O Senhor o compara a satanás pelo seu orgulho. No capítulo 29, o Senhor declara faraó como seu inimigo e também declara a destruição a ele, entregando o Egito a Nabucodonosor rei da Babilônia, pois ele tentou ficar com a glória da obra operada pelo Senhor. Como será que o Senhor deve olhar para uma pessoa orgulhosa? “Os orgulhosos são detestáveis para o Senhor, certamente serão castigados” (Pv 16:5) . O orgulho nos leva a destruição. “O orgulho precede a destruição; a arrogância precede a queda” (Pv 16:18 ). O orgulho é algo perigoso, pois nos leva a achar que temos alguma glória. O único jeito de vencer o orgulho é nos humilhando diante de Deus, guardando o nosso coração, o Senhor não rejeita um coração humilde e arrependido. Não temos o direito de achar que podemos nos apoderar de algo que o Senhor fez para glória dEle. É tudo dEle, por Ele e para Ele. Qualquer coisa que façamos em nome do Senhor, seja fazer a obra do Reino, transmitir uma mensagem ou esse devocional, é para glória dEle e não nossa. Deus não divide a Sua glória!

 

Crescer sem perder a essência


Leitura: Ezequiel 31-33. Texto: "Agora eu, o Senhor Deus, direi a vocês o que vai acontecer” (Ezequiel 31: 10).


O capítulo 31 mostra o quanto o Egito tinha crescido a ponto de se comparar a mais bela árvore do jardim de Deus. Porém o orgulho cresceu! “A árvore cresceu tanto, que chegou até as nuvens; mas conforme crescia, também aumentava o seu orgulho" (Ezequiel 31:10). O Senhor deseja que cresçamos e prosperemos em todas as áreas de nossas vidas, mas não podemos nos esquecer da ESSÊNCIA que é CRISTO, não deixando o orgulho dominar nosso coração. O Capítulo 32 mostra o que acontece com o povo do Egito, sendo eles mortos em combate. Já no capítulo 33 o Senhor chama o profeta a alertar o povo contra o pecado, o qual gera a morte. No versículo 18 diz que quando paramos de fazer o bem morremos e as boas ações passadas não nos salvam, porque Deus nos julga por aquilo que fazemos! Então que nesse dia você possa resgatar em sua essência tudo aquilo que Deus gerou em você! E que você possa crescer em todas as áreas da sua vida, mas sem esquecer que TUDO vem do SENHOR!!! Como diz em João 15:5, "Eu sou a videira, e vocês são os ramos. Quem está unido comigo e eu com ele, esse da muito fruto porque sem mim vocês não podem fazer nada".

 

O Senhor cuida dos seus e julga a todos com extrema justiça


Leitura: Ezequiel 34-36. Texto: “Porque assim diz o Senhor Deus: Eis que eu, eu mesmo procurarei minhas ovelhas e as buscarei” (Ezequiel 34:11).


Em todos os tempos sabemos que Deus usou pessoas para cuidar de pessoas, O senhor espera de nós atitudes de liderança, e nos cobra responsabilidade frente ao ato de pastorear (cuidar, evangelizar e governar) o seu rebanho. Deus reprova qualquer atitude de egoísmo e corrupção, ele promete ir contra estes ministérios e pessoalmente resgatar cada ovelha desgarrada e através de Jesus o verdadeiro pastor, promete restaurar suas vidas dando-lhes uma nova natureza, um novo coração e uma vida abundante aqueles que a Ele são gratos.

 

A vontade de Deus é que todos se salvem!


Leitura: Ezequiel 37-39. Texto: “Então, o Senhor me disse: Homem mortal, será que esses ossos podem ter vida de novo? Eu respondi: Senhor meu Deus, só tu sabes se podem ou não. Ele disse: Profetize para esses ossos. Diga a esses ossos secos que deem atenção a mensagem do Senhor” (Ezequiel 37:3-4).


A vontade de Deus é que todos sejam salvos, no capítulo 37 o Senhor leva o profeta Ezequiel a ver a realidade do povo que estava “seco” como aqueles ossos, mas revela também ao profeta qual é a Sua vontade. Quando Ezequiel se posiciona e declara as palavras de vida que Deus lhe entregou, o milagre começa a acontecer e os ossos são transformados em corpos com vida do Senhor, com um propósito: que se posicionassem como um grande exército, deste modo, o Senhor também pede que nós o seu exército (cristãos posicionados), estejamos declarando vida e vida em abundância. É aniversário da nossa cidade, o que você tem ouvido do Senhor tem declarado no lugar onde Ele te posicionou? Temos uma Missão: GANHAR PONTA GROSSA PARA JESUS. Sendo assim, profetiza filho do homem, pois quem te prometeu é FIEL para cumprir (Hebreus 10:23).

 

Novo Templo


Leitura: Ezequiel 40-42. Texto: “E ele me disse: ‘Filho do homem, fixe bem os olhos e procure ouvir bem, e preste atenção a tudo o que vou lhe mostrar, pois por isso você foi trazido aqui'. Conte à nação de Israel tudo o que você vai ver" (Ezequiel 40:4).


Esta passagem descreve uma visão de Ezequiel, onde Deus o levou a ter a visão do Novo Templo. Quando Ezequiel recebeu a visão, ele foi alertado a prestar muita atenção em tudo que seria mostrado, porque teria que relatar tudo à Nação de Israel. O povo precisava de uma esperança do que Deus faria no futuro, e essa visão trouxe a esperança de um Novo Templo, um Templo reconstruído. Refletindo para esses dias que estamos vivendo, também precisando de esperança, quem sabe você que está lendo essa mensagem agora, esteja passando por momentos difíceis e muitas lutas, mas saiba que a nossa esperança está em Jesus, ele falou que não seria fácil, “contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo” (João 16:33). Nos capítulos seguintes podemos ver toda a descrição do Novo Templo, tudo detalhado com suas medidas exatas. Observando toda essa descrição, podemos ver o quanto Deus é perfeito, Ele pensa em todos os detalhes. Nesse momento que estamos passando, Deus nos chama para se achegar mais até Ele, se prostrar, orar muito mais e não deixar o medo tomar conta de nós. “Quando olhamos para a nossa própria situação no mundo, precisamos deixar que Deus nos inspire com sua visão de um novo céu e uma nova terra que Ele tem reservado para nós”.

 

A voz de Deus


Leitura: Ezequiel 43-45. Texto: “E eis que a glória do Deus de Israel vinha do caminho do Oriente; e a sua voz era como a voz de muitas águas, e a terra resplandeceu por causa da sua glória.” (Ezequiel 43:2).


Neste capítulo vemos o relato de Ezequiel a cerca da voz do Senhor, ele a compara à “voz de muitas águas”. Ezequiel 43 nos faz refletir o quão importante é a presença de Deus em nossas vidas, por isto precisamos nos atentar a voz de Deus, e não se trata de volume, mas de potencial sobre nossa vida, infelizmente existem muitos que são como um Oceano "Pacífico” e estão nivelados. Muitas pessoas de Deus estão falhando por falta de conhecimento, não tem nenhuma nascente de água, outros, porém com um volume de água enorme, mas sem potencial. Deus quer falar conosco através da sua palavra que é água viva, portanto “Se alguém tem sede, venha a mim, e beba.” (Jo 7:37). Deus diz “Quem beber desta água não terá mais sede, pois será uma fonte a jorrar para a vida eterna” (Jo 4:14). Deus não quer apenas um volume de água com potencial Ele quer uma água com diferencial, uma água que faça estrondo. E quando Deus fala que a voz Dele é de muitas águas é porque Ele quer que sejam retiradas as demais vozes da nossa mente e vida. Muitas vezes as pessoas estão no culto e ao invés de adorar ao Senhor estão distraídas, sendo que, o que Deus espera é que estejamos conectados com Ele. Que passemos a valorizar a presença de Deus, deixando a Sua voz prevalecer sobre as demais vozes em nossas vidas.

 

Níveis mais profundos


Leitura: Ezequiel 46-48. Texto: “Mediu ainda outros mil, e era já um rio crescido águas que se deviam passar a nado” (Ezequiel 47: 5).


O profeta Ezequiel teve uma visão onde ele era conduzido por um anjo a um rio de águas purificadoras (rio de Deus). Na medida em que entravam no rio, a profundidade aumentava. Da mesma forma, na nossa caminhada com Cristo devemos ansiar mais de Deus, não devemos nos contentar com as águas “no tornozelo”, ou seja, uma vida rasa com Deus. Devemos buscar a Deus na totalidade e na plenitude das bênçãos que Ele reserva para cada um de nós. Na medida em que nos aprofundamos nessas águas, mais conhecimento sobre a vontade de Deus nós temos. Enquanto estamos em águas rasas e com os pés no fundo do rio, nós é que conduzimos nosso corpo, mas quando entramos em águas que não dão mais pé, o rio passa a nos carregar. Mergulhe e deixe Deus conduzir você!

 

Somos escolhidos para sermos libertadores


Leitura: Daniel 1-3. Texto: “Mais tarde o rei ordenou a Aspenaz, seu mordomo e chefe dos oficiais da sua corte, que trouxesse alguns dos israelitas da família real e da nobreza” (Daniel 1: 3).


Daniel e seus amigos mesmo sendo escravos e vivendo em meio a um povo pagão, mantiveram sua fé e atitudes de verdadeiros cristãos não se deixando contaminar em nenhum momento por nada que viesse a ofender a DEUS. Eles mantiveram uma conduta diante das autoridades terrenas sem desrespeitá-las, sem nunca quebrar os princípios transmitidos por seus pais. As brechas abertas em nossa vida podem entrar quando assistimos a um filme de magia, através da leitura de um conteúdo que fere princípios da palavra ou adquirindo um objeto com significado místico. Também, por meio do que falamos, “A língua tem poder sobre a vida e sobre a morte; os que gostam de usá-la comerão do seu fruto” (Provérbios 18:21). Em Mateus 5:13,14 diz, “Vocês são o sal da terra, luz do mundo”. Dessa forma iremos fazer a diferença no meio em que vivemos apresentando JESUS CRISTO a todos. E seremos achados pelo Senhor como reparadores de brechas. (Ezequiel 22:30).

 

Deus acima de tudo


Leitura: Daniel 4-6. Texto: “Ao fim daquele período, eu Nabucodonosor, levantei os olhos ao céu, e percebi que meu entendimento tinha voltado. Então louvei ao Altíssimo; honrei e glorifiquei aquele que vive para sempre. O seu domínio é um domínio eterno; o seu reino dura de geração em geração” (Daniel 4:34).


Vemos no texto acima, o arrependimento de Nabucodonosor, depois de sua arrogância e loucura, achando que era deus. Ele foi avisado através de um sonho interpretado por Daniel (Beltessazar) que ficaria como animal comendo erva no campo por sete anos, o que posteriormente aconteceu. Quando aceitamos a Jesus como Senhor e Salvador, assinamos uma procuração dando a Ele completo domínio sobre nossas vidas. Porém, muitas vezes agimos como se Ele não estivesse à frente de tudo em nossas vidas. Semeamos ventos e colhemos tempestades, e colocamos nossos problemas acima de Deus. Quando há um arrependimento verdadeiro Deus estará no controle de tudo. Deus livrou Daniel na cova dos leões, mas não o livrou da cova. Às vezes temos de enfrentar os problemas e não fugir deles, mas com Cristo somos mais que vencedores!

 

Você tem se preocupada com a sua salvação? Ou tem vivido despreocupadamente?


Leitura: Daniel 7-9. Texto: “Eis que te farei saber o que há de acontecer no último tempo da ira, porque esta visão se refere ao tempo determinado do fim” (Daniel 8:19).


Esses capítulos de Daniel falam sobre vários sonhos e visões entregues por Deus a ele. ”Havendo eu, Daniel, tido a visão, procurei entendê-lo e eis que se me apresentou diante de mim um com a aparência de homem. E ouvi uma voz de homem de entre as margens do Ulai, a qual gritou e disse: Gabriel, dá a entender a este a visão” (Daniel 8:15,16). Daniel era um homem muito amado pelo Senhor, após suas visões começou a orar e interceder pelo seu povo clamando a misericórdia de Deus. Diante de tantas visões que Deus deu a Daniel, estamos vivendo em tempo de busca incessante de orar e buscar a presença do Senhor. A escritura nos mostra que Deus mostrou que o fim dos tempos irá chegar e precisamos estar preparados para este acontecimento. A vida, testemunho e palavras de Daniel fizeram com que um império extremamente ímpio e pagão reconhecesse a glória de Deus. Daniel é um espelho para as nossas vidas. Nós precisamos ser testemunhos, estando em constante oração e tendo fé, não nos deixando corromper com as coisas do mundo.

 

Siga seu caminho


Leitura: Daniel 10 -12. Texto: “Siga seu caminho até chegar o fim. Então você descansará para receber sua recompensa, no fim dos dias” (Daniel 12:13).


Daniel foi levado a um povo desconhecido como escravo, mesmo sendo jovem tinha a certeza sobre o Deus que ele servia e todos os dias ele estava na presença do Senhor. Pela obediência serviu a grandes reis e pode contemplar todos os reinos mundiais até o reinado do Messias. Pela fé e perseverança o próprio Jesus o orientou a seguir em frente sem se preocupar até receber o prêmio que aos santos está reservado. (Daniel 12).

 

É tempo de arrependimento


Leitura: Oséias 1-3. Texto: “Eu a plantarei para mim mesmo na terra; tratarei com amor aquela que chamei Nãoamada. Direi àquele chamado Não-meu-povo: ‘Você é meu povo’, e ele dirá ‘Tu és o meu Deus’.” Oséias 2:23).


No tempo de Oséias, o povo de Israel foi infiel a Deus. Nossa infidelidade tem consequências, e como Israel, sofremos por colocar no lugar d’Ele coisas e pessoas. Colheremos os resultados de nossas escolhas (Oseias 2:13), contudo o Senhor é um Deus de amor e se colocarmos Ele no centro, seremos restaurados (Oseias 2:16-17; 19-20). Todos somos pecadores, não importa há quanto tempo conhecemos a Deus, ainda somos pecadores que necessitam do amor e da misericórdia d’Ele todos os dias (1 João 1:8). Por mais que façamos escolhas erradas às vezes, Deus nos ama e deseja nos restaurar, mas para isso devemos nos entregar a Ele, nos arrepender dos nossos pecados, da idolatria e da infidelidade todos os dias (Oseias 2:23; 3:1; 4-5), pois quantas vezes priorizamos pessoas, coisas, entretenimento no lugar de Deus? Quantas vezes fazemos o que nos agrada, mesmo sabendo que não é a vontade do Senhor? Hoje o Senhor nos chama ao arrependimento. Seu amor por nós é maior do que os nossos pecados, sua Graça é maior do que merecemos e da mesma forma que o Senhor prometeu restaurar Israel (Oseias 1:10), Ele promete nos restaurar se voltarmos para Ele e buscarmos a santificação, reconhecendo que somos miseráveis sem Ele.

 

Deus que ama, mas corrige


Leitura: Oseias 4-6. Texto: “Eu quero que vocês me amem e não que me ofereçam sacrifícios; em vez de me trazer ofertas queimadas eu prefiro que meu povo me obedeça” (Oseias 6:6).


Nestes capítulos vemos o Senhor condenar o povo pelos seus inúmeros pecados e idolatrias, assim como também condenou seus sacerdotes por não obedecerem à lei e alerta que o povo padece por falta de conhecimento. Também, que seriam punidos por suas desobediências, mesmo assim, o povo simula um falso arrependimento, dizendo que fariam Suas vontades achando que o Senhor voltaria a abençoá-los. O Senhor vê estas atitudes como o orvalho que ao amanhecer seca. E novamente Ele se ira, dizendo “eu quero que vocês me amem e não me ofereçam sacrifícios: em vez de me trazer sacrifícios eu prefiro que me obedeçam” (Oseias 6:6). O Senhor quer que sejamos fiéis à aliança que temos com Ele, porque Ele é Deus de amor, mas também é justo, pois Ele se afasta daqueles que os desobedecem e os corrige para levá-los a uma restauração genuína. Um pai só corrige seus filhos porque ele ama, assim é o nosso Pai Celestial. Quando temos em nosso coração a certeza de que somos filhos amados de Deus e que Ele quer nos salvar, começamos a olhar o que vivemos não mais como castigo, mas como oportunidades que o Pai usa para nos corrigir e nos aproximar d’Ele.

 

Fidelidade ao Pai


Leitura: Oseias 7 -9. Texto: “Israel parece uma pombinha tola: procura primeiro ajuda do Egito e depois vai pedir socorro na Assíria” (Oseias 7:11).


Vemos nestes capítulos de Oseias que a raiz da desobediência do povo de Israel está ligada a corrupção de seus corações, o texto descreve as atitudes de um povo infiel, que idolatrava outros ídolos, ainda, confiava na sua própria força ou buscava segurança em outros povos ao invés de recorrer ao Senhor, à sua palavra e aos seus princípios (Oseias 7:1). Quando o povo recorria a Deus, era através de rituais vãos, oferecendo sacrifícios tolos e apelativos, ao invés de haver verdadeira entrega e arrependimento (Oseias 8:2,3). Deus anunciou a correção de Israel, mas não foi o Senhor que estabeleceu o mal sobre o seu povo, Israel sofreria as consequências por suas transgressões. Porém, Deus sempre interveio a favor do seu povo escolhido e amado (Oseias 8:10). Ser fiel ao nosso Pai celestial é ter zelo pela aliança que temos com Ele e reconhecer a Graça que recebemos através do sacrifício da cruz do nosso Senhor Jesus Cristo. Fidelidade a Deus é exaltar a sua grandeza, por meio da expressão do nosso amor e da nossa gratidão. É ter compromisso com o Senhor, entregando toda a nossa vida no altar d’Ele, não nos deixando corromper pelo pecado (Oseias 9:12).

 

Deus um Pai amoroso


Leitura: Oséias 10-14. Texto: 4 “Eu sararei a sua infidelidade, eu voluntariamente os amarei; porque a minha ira se apartou deles. 5 Eu serei para Israel como o orvalho. Ele florescerá como o lírio e lançará as suas raízes como o Líbano. 6 Estender-se-ão os seus galhos, e a sua glória será como a da oliveira, e sua fragrância como a do Líbano. 7 Voltarão os que habitam debaixo da sua sombra; serão vivificados como o trigo, e florescerão como a vide; a sua memória será como o vinho do Líbano. 8 Efraim dirá: Que mais tenho eu com os ídolos? Eu o tenho ouvido, e cuidarei dele; eu sou como a faia verde; de mim é achado o teu fruto” (Oseais 14:4-8).


Ao longo desses quatro capítulos percebemos a decepção que Israel causou em Deus depois de tanto pecar, mas os pecados deles não apagaram o amor que Deus sentia para com seus filhos, seu povo escolhido. Muitas vezes temos medo de chegar diante da presença de Deus por conta dos nossos pecados, sejam eles voluntários ou involuntários, temos medo do castigo ou de nos sentirmos julgados e com isso nós mesmos acabamos por quebrar a relação com o Pai. Deus não quer que tenhamos medo d'Ele, pois Ele é um Pai que nos ama e nos chama para perto, Deus jamais vai recusar um coração arrependido que quer voltar ao amor do Pai.

 

Alcançando gerações


Leitura: Joel 1-3. Texto: “Prestem atenção, velhos! E escutem todos os moradores da terra! Aconteceu algo assim no tempo de vocês ou nos dias de seus pais. Contem isto aos filhos de vocês; que eles o contem aos filhos deles, e que estes falem sobre isso à geração seguinte.” (Joel 1:2-3).


O livro de Joel foi publicado no século 9 a.C., mas suas palavras ainda servem para os dias atuais. Os versículos destacados na leitura chamam a atenção dos velhos e dos moradores da terra, a importância em repassar a suas gerações o chamado ao arrependimento, e que o Dia do Senhor está próximo. Há uns dias achei o cenáculo (devocional) datado de 1946 da minha bisavó, Luiza Degraf, que lia para seus filhos. Neste momento refleti sobre a importância de repassar para os meus filhos e eles aos seus filhos, a mensagem que Jesus é o nosso salvador e orar para que a minha geração seja salva. Hoje com 75 anos tenho todos meus filhos aos pés de Jesus e com muito temor a Deus; os ensinei a missão de continuar a propagar a mensagem da salvação para a sua geração. Prestem atenção todos que estão lendo esta mensagem, sua geração depende de você para ser salvo.

 

Tempo de profetizar: Deus está levantando os “Amós”


Leitura: Amós 1-3. Texto: “Esta é a mensagem a respeito do povo de Israel que Deus deu a Amós, pastor de ovelhas da cidade de Tecoa. Isso aconteceu dois anos antes do terremoto, quando Uzias era rei de Judá, e Jeroboão, filho de Joás, era rei de Israel” (Amós 1:1).


Amós foi um profeta que o Senhor levantou, o seu nome significa carregador de fardos, foi levantado para falar em nome do Senhor. Deus está levantando os profetas desta geração, os “Amós”. O Senhor tem chamado pessoas para falar para o seu povo. Amós era agricultor e pastor de ovelhas, um homem simples. Deus levanta as pessoas simples, humildes de coração, pessoas que tem amor por vidas. E nos dias de hoje o Senhor procura por pessoas assim. Naqueles dias de Amós o povo estava vivendo um tempo de prosperidade, mas espiritualmente eram miseráveis, não estavam conectados ao Pai, estavam longe de Sua presença, fato que se assemelha aos dias de hoje. O leão está rugindo e o povo precisa ouvir o rugido (chamado). O Senhor deu o cordeiro na Cruz, que ao ressuscitar, ressuscitou como Leão da tribo de Judá e Ele ruge aos quatro cantos da terra. É tempo de decisão, de posicionamento. É tempo de arrependimento, de se prostrar diante do Senhor, tomar decisões certas, é tempo de prestar atenção e ouvir o rugido, o chamado do Leão da tribo de Judá. Deus tem pressa, Ele está chamando os profetas para esta geração, para o grande avivamento que está vindo. Deus chamou Amós, da mesma forma hoje Ele nos chama.

 

Prepara-te para encontrar com teu Deus


Leitura: Amós 4-6. Texto: “Eu destruí cidades, como fiz com Sodoma e com Gomorra; vocês escaparam como se fossem um galho que no último momento é tirado do fogo. Assim mesmo vocês não voltaram para mim. Por isso, povo de Israel, eu os castigarei. E, já que vou castigá-los, preparem-se para se encontrar com o seu Deus. Eu, o SENHOR, falei” (Amós 4:11,12).


Deus tinha um projeto para Israel, eles eram o povo escolhido, porém no decorrer da caminhada acabaram se afastando dos caminhos do Senhor. O profeta Amós foi usado para exortá-los e chamá-los ao arrependimento. No capitulo quatro vemos que o Senhor enviou pragas como sinal de alerta para que povo se voltasse à Ele, situação na qual há certa semelhança com aquela do relato das pragas do Egito, mas o que chama atenção ao estudar esta profecia não são os castigos ou as pragas, mas sim as oportunidades que Deus estava concedendo para que os filhos dEle se arrependessem. No texto em destaque (Amós 4:12), o profeta cita a palavra “prepara-te”, alertando para que o povo se preparasse para o Encontro com Deus. Essa exortação é aplicada também para nós nos dias de hoje, pois o Encontro é algo certo, e da mesma forma que o Senhor usou as pragas como um sinal de alerta, muitas vezes Ele permite algumas situações nas nossas vidas para que venhamos voltar aos seus caminhos. Estamos vivendo em um tempo de oportunidade para abandonar o pecado e renovar o nosso compromisso com o Senhor. Não deixe para amanhã se você pode decidir ainda hoje! “Busque-o enquanto se pode achar, clame por Ele enquanto está perto” (Is 55:6-7).

 

Seja um intercessor nessa geração, Deus nos ouve para mudar situações


Leitura: Amós 7-9. Texto: “A visão que Deus deu para Amós: uma praga de gafanhotos aonde Deus iria castigar seu povo, mas Amós disse a DEUS, Eu te peço, ó DEUS, que nos perdoes. O teu povo é fraco como poderemos resistir?” (Amós 7:2).


Em Amós 7:3 Deus respondeu, “o que você viu não acontecerá”. Aprendemos a ter a atitude de um intercessor, Deus nos ouve. Nos versículos seguintes vemos que Amós orava e clamava pelo seu povo e Deus mudava de ideia. Seja como Amós, um intercessor do seu povo, os ouvidos de Deus estavam abertos para ouvir, mudar de situação e fazer milagres. Seja um profeta, o maior desejo do coração de Deus é nos ouvir e nos abençoar, busque esse tempo para ouvir e ter intimidade com Deus. Busque agora, esse é o tempo. “Está chegando o dia em que mandarei fome pelo país inteiro. Todos ficarão com fome, mas não por falta de comida, e com sede, mas não por falta de água. Todos terão fome e sede de ouvir a mensagem de Deus, o SENHOR” (Amós 8: 11).


11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Entregue

E Agora?